segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

espirito e Espirito




Quando estudamos atentamente o pentateuco Kardeciano iremos nos deparar com uma forma diferente que Allan Kardec escreve a palavra “espirito” em um momento ele usa escrevendo com letra maiúscula outrora como minúscula.
Você já notou esta sutil diferença?
Então vejamos o Livro dos Espíritos.

  1. Que é o espírito?
 –O princípio inteligente do Universo.
76. Como podemos definir os Espíritos?
– Podemos dizer que os Espíritos são os seres inteligentes da Criação. Eles povoam o Universo, além do mundo material.
NOTA – A palavra Espírito é aqui empregada para designar os seres extra- corpóreos e não mais o elemento inteligente Universal.

Na questão 23 vemos como principio inteligente do universo e na 76 como seres inteligentes da criação, se fizermos uma comparação podemos comparar o principio inteligente como um embrião que se desenvolve no útero materno tornando-se um feto e virando uma individualidade ao nascer.
Assim como a semente e o embrião que desenvolve-se, ele carrega toda a potencialidade de forma latente que precisa desenvolver, para que possa expressar-se, assim como o óvulo fecundado já carrega toda informação genética do ser que nascerá, o principio inteligente, ou o espirito semente carrega a informação da individualidade em constante transformação no deslizar da eternidade.
Espiritualmente falando quando o passamos a ter um pensamento continuo, ou seja, passamos a ter a capacidade de expressar nosso pensamento, desejo e vontade, deixamos de ser espirito e passamos a ser Espirito.
Podemos dizer que o animal é um principio inteligente em desenvolvimento, a ciência já os definem como animais irracionais.
E que os seres humanos como Espíritos, como a ciência nos define: animais racionais. 
Os Espíritos definem a Allan Kardec que o instinto é uma inteligência rudimentar, que os animais possuem o instinto.
O instinto nos conduz por milenios até a inteligência, que desenvolve ao longo dos milenios levando-nos a razão e da razão por mais outros milenios para angelitude , como diz Joanna de Angelis por Divaldo Franco.
Essa evidente definição tem passado despercebida pela quase totalidade do revisores das editoras espiritas, gerando um certo desconforto enquanto lemos muitos livros, embora  se analisarmos o encadeamento das idéias do autor, acaba não sendo prejudicial, mas de certa forma deixa um pouco a desejar em cultura espirita, desmerecendo o cuidado de Allan Kardec ao grafar o conhecimento dado pelos Espíritos.

79. Uma vez que há dois elementos gerais do Universo: o inteligente e o material, poderíamos dizer que os Espíritos são formado do elemento inteligente, como os corpos inertes são formados do material?
– É evidente. Os Espíritos são individualizações do princípio inteligente, como os corpos são individualizações do princípio material; a época e a maneira dessa formação é que desconhecemos.


...E assim que tudo serve, tudo se encadeia na Natureza, desde o átomo primitivo até o arcanjo, pois ele mesmo começou pelo átomo. Admirável lei de harmonia, de que o vosso Espírito limitado ainda não pode abranger o conjunto! ( Parte da resposta da questão 540)

Lembrando que o objetivo de nossa vida é aprender sempre, cada vez que lemos o substancia doutrinaria mais ela se torna evidente e simples, sem ser simplista e se faz necessário atentar para a sutileza do conhecimento espirita.

Seria necessário aprofundar mais mas quando se adquire uma base ou se facilita o aprofundar é individual.

Um comentário:

  1. Muito boa a sua comparação. Estou iniciando o curso da Doutrina espirita, e isso veio a contribuir muito para o meu conhecimento.

    ResponderExcluir