quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Nossa relação com os que partiram.


Desde que renascemos neste mundo, propriamente do lado ocidental, somos educados para viver e superar as dificuldades neste mundo, mas pouco pensamos, ou nos preparamos para voltar ao lar de onde um dia partimos, para excursionar nesta Terra abençoada, como á uma curta viagem de intercambio cultural e de aquisições morais do Espírito rumo a Deus.
Nascemos para neste mundo e em outros para aprender, e esquecemo-nos de aprender a dizer, “Até breve”, pois apegados estamos ao momento material.
Nosso lado, um tanto quanto egoísta queremos “TER” a pessoa, ou as pessoas que amamos sempre ao nosso lado, não acostumados com a perda, só com ganhos, nos atiramos ao sofrimento ao apego.
O medo do nada, a insegurança da partida, apresenta-nos como algoz, e esse algoz de nossa interpretação nos faz sofrer.
Muita vez o algoz é a culpa de não ter dado toda a atenção que merecia, de ter colocado outras necessidades entre a necessidade de compartilhar, olhares conversas agradáveis e mesmo desagradáveis, que não terá mais...
Não terá mesmo, pois um minuto que se perde, esta perdido, ele não volta, os minutos passaram, mais não quer dizer que acabaram, mas tem tantos a vir, que resolvemos estacionar em um passado que não volta, e os minutos passam por nós como sublimes oportunidades de plantação...
Pare com isso...
Seus queridos, não querem os vê-lo chorando sendo corroídos pelos remorsos que não te levaram, e nem te levarão a nada...
Os que te amaram, continuam te amando da mesma forma, talvez mais sublimada, pois muitas vezes, nem se lembram que se fez em ausente um determinado momento...
Geralmente se recordam de nós, em recordações que são boas, de amizades...
Só que os nossos instrutores, pedem que se desliguem da Terra, pois, o aprendizado se interrompeu momentaneamente até que se planeje uma nova excursão de aprendizado, chamam para o retorno de atividades que pararam quando viemos pra nosso intercambio, na abençoada escola...
Sendo assim precisamos desligar-nos por momentos, de suas lembranças, pra que desliguem-se por enquanto de mim, de você, de nós para que aproveitemos os minutos que virão de forma que esta sublime viagem , possa continuar plena, para que possamos prosseguir juntos pela eternidade rumo a Deus, breve...
Esse amor que nos une e nos separa momentaneamente continua, na reciprocidade da prece que os desencarnados dirigem para os encarnados, e dos encarnados para os desencarnados, no desejo sincero que transmitimos de um para o outro, votos de paz, com a saudosa lembrança de quem apenas partiu um pouco antes, para o grande e verdadeiro lar enquanto, nós ficamos por aqui nesse corpo aprisionados, nesta armadura de combate contra a nossas más inclinações, que são experiências valiosíssimas, que são únicas.
Quem ama liberta, eis a grande lição...
Nossos queridos pedem que o libertemos da necessidade que alimentamos de sentir sua presença material, em nossas vidas ele goza de uma liberdade inenarrável, pois os mesmos podem viajar pelas asas do seu próprio pensamento, enquanto nós precisamos de lentos transportes...
Esses amigos estão todos os dias nos aguardando a visita, que podemos fazer através de momento de emancipação da alma, no momento de descanso de nosso corpo, nosso corpo cansado dorme, nosso Espírito é conduzido para onde está o seu tesouro, pois como dizia Jesus : " Onde está o seu tesouro ali também esta o seu coração...
Lembre-se eles só partiram antes, nos anteciparam, e no momento que for determinado por Deus o fim de nossa jornada os encontraremos de braços abertos dizendo-nos bem vindos de volta...
Lembrando ainda que esse reencontro está relacionado ao chamado divino que como definiu minha vózinha Geralda Rodrigues, em seus últimos momentos:
"Somos galinhazinhas de Deus, ele joga o milho e nos chama, vem, vem, e nós vamos..." Assim cerra seus olhos para o mundo em 24 de abril de 1990.
Que ficou em meu coração, não espírita, naquele momento...
Até breve Vózinha , até breve irmãozinho, como disse o Ricardinho (meu filho) quando eu estava distante , (fez um desenho com uma paisagem e uma frase) " Pai curta a vida",
Eu digo a todos que me anteciparam no mundo espiritual : Curtam  a verdadeira vida , que quando Deus, me disser volte eu volto correndo...

Mas não deixem que orar por mim, que fico por aqui lutando contra mim , e ainda tentando semear algo para o Cristo, e com Cristo…





Peço que se gostou ou não do que leu deixe-nos um comentário, ou mande-nos um email com suas duvidas e criticas, ou sobre o que gostaria de saber sobre a visão kardeciana que dará ferramentas para outro artigo.

Nosso email : ricardo.kardeciano@hotmail.com

Paz e Bem sempre.

16 comentários:

  1. Maravilhosa colocação,fico mais tranquila agora!

    ResponderExcluir
  2. Meu filho fez 5anos que desencarnou repentinamente por motivo de drogas,sinto uma mistura de sentimentos dentro de mim,pedia todos os dias que ele não se comprometesse mais do que já estava fazendo a família toda vivia em aflição e terrível não desejo para ninguém,sinto muita falta dele um rapaz muito sensível amoroso uma criança grande sempre procuro lembrar dos momentos engraçados da maneira que ele falava comigo.Meu amor eterno.

    ResponderExcluir
  3. Lindo, emocionante!!! Deus te abençoe e te proteja eternamente!!!

    ResponderExcluir
  4. Realmente esse assunto é demasiado importante pra quem perdeu um ser muito amado, no meu caso, perdi meu marido de forma trágica num acidente aéreo há dois anos e meio e ainda não consegui me conformar, mesmo sendo espirita e sabedora de que tudo está bem com ele, ainda assim meu coração tá fechado, penso que só me sentirei em paz quando finalmente receber uma carta psicografada dele, pq tem muita coisa que ficou em aberto e isso não me deixa seguir.

    ResponderExcluir
  5. Encontros com estes nossos amados podem e poderão acontecer durante o sono, e suas lembranças podem surgir como os sonhos...
    Deus te abençoe e o abençoe.
    Paz e bem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ricardo, tenho pedido sempre a Deus que me dê essa oportunidade. Um grande abraço. Paz!

      Excluir
  6. Realmente as vezes fico com a estima baixa, porém quando leio, escuto palavras de conforto dessa autoria, parece-me elevar ao mais alto grau de confiança em tudo.
    Aumenta minha auto-estima e tanto. Agradeço a DEUS por existirem pessoas assim.
    Quê a infinita glorificação DIVINA nos mostre sempre pessoas assim!
    ASSIM SÊJA.

    ResponderExcluir
  7. Todas as noites leio suas palavras, geralmente antes de dormir e como me acalmam, me confortam e me satisfazem, depois que conheci a pontinha do grande iceberg que é a doutrina espírita meu coração parece que descansa em paz, paz que a muito tempo vivia perdida pela morte repentina da minha mãe. Chorei, já chorei tanto que uma vez ela me mandou uma mensagem na qual dizia :Que eu para-se de chorar que ela precisava descansar, mais eu não conseguia , era a dor da perda, uma revolta como se tivesse sido injustiçada pela vida, um medo dela ser esquecida e que acaba-se com a morte. E com a graça de Deus depois de 2 anos eu finalmente reencontrei a paz. Suas palavras acalmam meu coração e hoje sei que verdadeiramente minha mãe viva e feliz também está em paz, pois eu estou em paz. Muito obrigada e continue levando o amor de Deus aos que sofrem pela cegueira da falta de conhecimento.


    ResponderExcluir
  8. Obrigada meu irmao,por mais esta elucidacao.Minha unica irma,voltou para a patria espiritual,a quinze dias,e mesmo,sabendo disso,ainda sinto a saudade e a vontade de chorar,por nao ter ppdido dizer muitas vezes mais,que eu a amava,e que sinto muito a falta dela,e que ela me desculpe,pois nao me despedi dela.Peco todos os dias para Jesus,ilumona-la e ter misericordia della!!!Minha irma,Claudia C.Flores Mendes,sofreu muito nesse mundo,por amor,pelos filhos,pelos vicios e maus habitos..Que Deus tenha misericordia de ti minha doce irma!!!Morreu como viveu:Com um coracao grande.....

    ResponderExcluir
  9. Acredito que tudo é e será assim. O meu marido partiu há 3 anos e ainda hoje sinto a sua presença. A partida não era esperada e muitas coisas ficaram por dizer. fazíamos 35 anos de casados.
    Todos os dias rezo para que ele obtenha o caminho da Luz...que mais deverei fazer??
    Obrigada pelas suas ilucidações.

    ResponderExcluir
  10. HOJE FAZ 3 MESES QUE MEU IRMAO EDVALDO FOI ASSASSINADO POIS ESTA SENDO MUITO DIFICIL ELE SEMPRE FOI CABEÇA DURA ESTAVA PRESO DEPOIS DE 15 DIAS NA RUA FOI ASSASSINADO EM UM SITIO DO MEU TIO POR UM HOMEM QUE MORAVA NO SITIO VIZINHO FOI MUITA CRUELDADE O HOMEM RETALHO A CABEÇA DELE COM FACAO DE CORTA CANA QUANDO CHEGUEI NO SITIO AS PORTAS DA CASA ABERTA EU ENTRE E ME DEPAREI COM A CENA HORRIVEL NUNCA MAIS VOU ESQUEÇER MUITO TRISTE......

    ResponderExcluir
  11. Meu Papai se despediu de nós em fevereiro de 2013, mas minha mamãe ainda tem muitas saudades, e as vezes se entrega a tristeza, por mais que fale que não chore ela sente muita falta dele, e quase sempre a vejo triste por ele ter partido, copiei esta lição para entregar a ela, pois ela tem conhecimento da doutrina , mas disse que não estava preparada para a partida,pois foram 50 anos de cumplicidade e amor, devemos sempre estar preparados , pois não sabemos quando iremos ao mundo espiritual....
    Ela tem muita dor da perda, em que posso ajudá-la., como filha? Obrigada Fatima

    ResponderExcluir
  12. Maravilhosa narração,tem 10 meses que meu filho Gabriel de 15 anos retornou para a verdadeira casa dele muitas saudades eles nós deixou más tristesa já más pois sei que um dia toda essa tal de saudade vai acabar.

    ResponderExcluir
  13. Compartilhar experiências com uma dose de amor e serenidade. Oxalá o abençoe sempre!

    ResponderExcluir