sábado, 3 de agosto de 2013

A humanidade é desumana ?


Quando o sol bater Quando o sol bater 

Na janela do teu quarto 

Lembra e vê 
Que o caminho é um só. 

Por que esperar se podemos começar tudo de novo 
Agora mesmo 
A humanidade é desumana 
Mas ainda temos chance 
O sol nasce pra todos 
Só não sabe quem não quer. 

Quando o sol bater 
Na janela do teu quarto 
Lembra e vê 
Que o caminho é um só. 

Até bem pouco tempo atrás 
Poderíamos mudar o mundo 
Quem roubou nossa coragem? 
Tudo é dor 
E toda dor vem do desejo 
De não sentirmos dor. 

Quando o sol bater 
Na janela do teu quarto 
Lembra e vê 
Que o caminho é um só.

Link: http://www.vagalume.com.br/legiao-urbana/quando-o-sol-bater-na-janela-do-teu-quarto.html#ixzz2aIT3PcVm


Quando o sol bater na janela do seu quarto é uma linda composição de Renato Russo, lider da Legião Urbana que traduz o pensamento de jovens dos anos  80 e 90, e que se renova em meus filhos e sobrinhos que nasceram nos anos 90 e depois de 2000...
A frase: " A humanidade é desumana", se renovou varias vezes em minha mente, após participar da efetivação de um projeto da Guarda Civil Metropolitana da cidade de São Paulo, chamado "Cante com a Guarda".
O projeto Cante com a Guarda consiste em agregar ao já existente coral da GCM pessoas em situação de rua e vulnerabilidade social.
Durante muito tempo a Guarda atuou como uma força da Cidade na repressão ao comercio ambulante, e as pessoas em situação de rua que de alguma maneira incomoda o olhar de alguns, pois enxergam outros seres humanos como lixo, ou sujeira da sociedade, levando estes á se comportarem como agentes higienizadores de uma cidade, ainda hoje persiste essa postura assumida por  alguns Guardas, que deixam de enxergar outros seres humanos, enquanto carregam o lema : "Amiga, protetora e aliada da população"  e que agora descobre, ou reconhece que existe uma população em situação de rua e vulnerabilidade social que lhe cabe proteger, se tornar aliada para conquistar a amizade.
E do outro lado, as pessoas em situação de rua e em vulnerabilidade social, olha  Guarda com o olhar do oprimido que olha para o opressor, o olhar da submissão revoltada, que lhe tira o que lhe resta, para vencer os impositivos da vida e sobreviver as mudanças climáticas da natureza, e a outros seres humanos, isso permite alguns conservarem-se nos instinto primitivos de sobrevivência, tornando os nômades .
É notório no olhar dos integrantes do Coral que eles aderiram ao projeto com sua alma, e que existe uma parcela que vibra para o sucesso do Projeto, do outro lado das pessoas doridas, é um Projeto que é encarado com desdém, e os que aderem são vistos por outros como traidores.
Mesmo ainda quando é comentado entre algumas pessoas de ONG´s e mesmo entre profissionais da assistência social é visto como esdruxulo , e colocado como impossível, visto com preconceito e promovido a chacota.
E isso nos leva a concluir que:
Parte de nossa humanidade ainda é desumana.
Que precisamos desenvolver projetos sociais para que, seres humanos, reconheça o outro como um outro ser humano.
Que precisamos ainda de leis que defendam minorias, por que ainda nos separamos  e nos isolamos por rotulação de crenças, ou não crenças, times , bairros , cidades países, títulos e responsabilidades.
Enquanto o os titulo reais são : irmão, ser humano e filhos de Deus.
O reconhecimento destes reais títulos dentro de nós, nos promovera evolutivamente pois não precisaremos mais de projetos para aproximar pessoas pois o amor, será o elo de união.
Como espiritas devemos promover e apoiar todo impulso de união entre os filhos de Deus.
Ninguém pode afirmar que é uma tarefa fácil, e por ser difícil não significa que é impossível, mas que deve ser constante.
Foi nítida a decepção de alguns inspetores de ter na aula inaugural apenas seis novos alunos, mas como disse-lhes aos responsáveis  encarem como seis vitorias, e que cada aula será mais luta, e cada luta um garimpo para conquistar, perolas nos corações , e que jamais faltasse estimulo por ter um publico pequeno, mas que se preocupassem com a mudança daquela vida.
Com isso entendemos que precisamos vencer a timidez de nosso agir, para ser agentes da promoção de igualdade, da fraternidade e do amor, pois são tesouros sem preço. 
Que como espiritas devemos criar portas de saída da rua, e não a permanência nelas , é belo dar um alimento para o que tem fome, mais belo ainda é promover possibilidades do individuo conquistar a sua autonomia. sua produtividade e a sua individualidade, para que assim como cada um de nós, levante sua cabeça encha o pulmão de ar e o coração de amor e brinde o mundo com sua vida, na vida do outro.
Promoção Social é a caridade que o espiritismo nos convida fazer.
É possível embora difícil, mas depende de nós...





Para acessar noticias deste projeto acesse:

Globo: http://globotv.globo.com/rede-globo/sptv-1a-edicao/v/musica-ajuda-a-reabilitar-moradores-de-rua-no-centro-de-sp/2729194/
SBT: http://www.sbt.com.br/jornalismo/noticias/33691/GCM-lanca-projeto-de-inclusao-social.html
Blog do Complexo Prates : http://complexoprates.blogspot.com.br/2013/07/cante-com-guarda.html
Facebook do Complexo Prates: https://www.facebook.com/pages/Complexo-Prates/584532628263556


Para refletir um lindo Vídeo de Tim e Vanessa






Nenhum comentário:

Postar um comentário