quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Saindo do cárcere




Muito comum em nosso dia a dia, sentirmos antipatia gratuita e simpatia da mesma forma.
Conforme os Imortais á Allan Kardec precisamente em o Livro dos Espíritos questões 386 a 391 que convidamos a ler e viajar no mundo chamado espiritismo.
Entendemos  que em ambos os casos podem ter origem em existências transatas ou não, que podem ser apenas atração de pensamentos, anseios, desejos e entendimentos e a repulsa destes.
Acho que todo mundo de alguma forma já sentiu isso, ou ambos os sentimentos , ou pelo menos quer de amizade gratuita instantânea, ou repulsa gratuita instantânea, vendo isso lembra-me café solúvel, adicionou café a água quente, só deliciar-se.
Assim nascem amizades, assim nascem repulsas.
Como nem um, absolutamente nenhum de nós somos  perfeitos, ou seja somos seres imperfeitos em um mundo imperfeito, não estive sozinho, se você vive isso, também não esta vivendo isso sozinho.
Quando nos casamos com alguém, sempre, mas sempre ganhamos algo, nem que não queiramos sempre ganhamos, ganhamos uma nova família, um novo ciclo de amizade e de brinde geralmente vem algum desse seres abençoados que são professores, que desafiam nosso desenvolvimento evolutivo, e estimulam-nos a superação dando-nos uma sublime vitória, que depois de adquiridas representam valores que ladrões não roubam, traças não roem.
Mais até que esse carvão vire diamante...
Quando casei tinha a ilusão que a vida de minha esposa deveria mudar, mas nunca cogitei mudar a minha vida, pois minha vida era muito boa , se a minha vida era muito boa quem tinha que mudar era ela e não eu, pois eu me achava alguém não muito evoluído , mais um pouco eu me sentia, me sentia sim.
Dica pra todos que estão lendo, quando alguém em algum momento de suas vidas que se acharem assim, perguntem-se...
Quem sou eu verdadeiramente? Quem eu penso que sou? Quem esta agindo sou eu ou que eu penso que sou? A psicologia transpessoal chama de Eu real e Eu idealizado... Eu real quem sou. Eu idealizado quem penso que sou.
Esse cara era que eu pensara que fosse eu , era o eu idealizado embora eu pensasse que era eu , assim como posso estar te confundindo eu me confundia , ou seja não me conhecia, embora achasse que me conhecia.
Uma querida amiga de minha esposa por alguns anos mostrou-me o contrario.
Quando essa abençoada ligava e eu atendia, eu sentia um aperto em meu coração, que era uma mistura de pontada, como se eu me sentisse oprimido...
Isso hoje sei, pois a vida ensinou-me na DOR...
Então pra mascarar tudo o que sentia tentava encontrar nela defeitos para justificar o que sentia...
Só quem quanto mais eu buscava em sua vida um sentimento para justificar sua inferioridade eu me via nela,  descobri neste ser abençoado um espelho a refletir minhas imperfeições.
Só que na jornada interior nós descobrimos que existe as nossas imperfeições aceitáveis, são aquelas que usamos para nos justificar em alguns casos, e as outras que usamos para chamar a atenção das pessoas a nossa, esse tipo de imperfeições nos são familiares e convivemos com elas numa boa.
Mas existem as imperfeições que sufocamos inconscientemente e são exteriorizadas em repulsas gratuitas racionalmente injustificáveis, e muitas vezes de tanto mal que essa sombra nos faz que nos tornamos defensivos e até violentos, graças a Deus violento eu não fui, mas tem individuo que é, e isso torna-o socialmente doente.
Quando você vê indivíduos juízes da moral alheia, ditadores de normas, cobradores de postura, castradores, são pessoas que não aprenderam que precisam iluminar sua sombra, iluminar-se.
Sempre comparamos assim...
O que é a noite?
A ausência dos raios solares ou a falta da influencia luminosa do sol. Então a escuridão é ausência de luz.
Com a profissão aprendemos a técnica da iluminação de pessoas para fotografia na cinematografia, aprendi que o que faz sombra é a influencia de uma luz dita dura. Pra que a sombra diminua usamos técnicas para suavizar e difundi-la para que ela chegue por igual no objeto a ser filmado.
E utilizamos para iluminar a sombra psicológica, a luz do conhecimento suavizado pelo amor.
Mas voltemos a minha abençoada professora que me estimulou a grandes e maravilhosas descobertas, que me impulsionaram a vencer-me...
Quando ela chegava a casa a minha tristeza era maior...
Em determinada ocasião ela deve ter entrado com conhecidos em comum no edifício, e  eu ia ao supermercado, quando ela já  ia batendo à porta, quando eu abri, o susto, e minha forma de pasmar-me ante a presença dela, e desejar que fosse uma visão,ou como diz popularmente no Ceara, desejei ardentemente que fosse uma “visage”, fechei rapidamente a porta, como quem desejasse preferir ver um ser desencarnado, desejando que quando eu abrisse…
Mas ali estava para minha decepção.
E o problema agora era pior, tinha que pedir desculpa por tal ato , maquiar minha inferioridade moral, e justificar minha deselegância e ainda criar um sorriso...
Hoje eu olho pra tudo isso e penso que serzinho ridículo esse… 
E dou risadas de minha ingenuidade espiritual.
Eu em muitas vezes fechei em meu quarto colocando desculpas mil, escondendo, e pior escondendo-me de mim mesmo. 
Como diz Renato Russo, “mentir pra si mesmo é sempre a pior mentira.”
Eu comecei a orar par afastar de mim aquela pessoa, que tirasse ela de minha vida…
E quanto mais eu orava pra que Deus tirasse aquela pessoa de minha vida, mais freqüente se fazia  suas visitas a minha casa.
Eu comecei a considerar a hipótese popular " quanto mais eu rezo mais assombração me aparece.", e era assombração, ou seja, a ação de minha sombra sobre meu ego.
Cheguei a ser tão infantil de pensar que estava fazendo algo de errado em minhas orações, se tinha algo de errado era que faltava, faltava ação e sobrava reação...
Decidi vou deixar isso mais forte, toda vez que ela chegar vou fazer evangelho no lar, não é possível que o esse obsessor resista a luz do evangelho de Jesus.
Não resistiu, e esse individuo que um dia chamei de demônio, depois troquei o nome dele passei a chamar de obsessor, cataloguei como obsessor encarnado, e o evangelho de Jesus, desmascarou.
Desmascarou-me...
Cada vez que usava o evangelho para buscar resposta sobre tal eleito, descobria ser eu, tal ser trevoso, tenebroso, odioso ser, residia em mim.
O obessesor era Eu, o inimigo, o meu pior inimigo era Eu mesmo, o inferno estava dentro de mim, e o dito diabo também.
Passei a vê-la, ao olhar para ela, e descobri qualidades que outras pessoas que eu gostava muito não tinham, lealdade que outras pessoas que eu gostava muito, não tinham, passei descobri-la, admira-la.
E em um determinado dia recorri ao evangelho, para orientar-me á vencer-me, e orei e li "o meu mandamento é esse que vos amei uns aos outros, pois assim reconheceram os meus discípulos".
Muito mais importante que saber sobre Jesus, ou muito mais que decorar trechos, poesias, mensagem dos Espíritos, trabalhar em um centro espírita, era viver a mensagem de Jesus, que também é a mensagem espírita.
Amar e resolvi amar, mais eu, em meu intimo eu tinha que sair de um mundo que pudesse ser mentira ou mentiroso.
Dentro do meu quarto, dentro de meu pensamento mais escondido, pensei em Jesus e disse:
Mestre o que queres que eu faça?
Senti como se uma pressão subisse dos pés a cabeça, e como se eu fosse sair do chão lembrei-me de João o Batista, que pregava o arrependimento pela confissão, e depois da confissão o batismo que simbolizava a purificação, e ele dizia eu batizo com a água, mais o que vem depois de mim batizara com fogo.
E agora era a chama do amor a torrar-me, a transformar o ouro que era o amor, em uma jóia que ladrões não roubam e traças não roem, era o folgo a moldar-me , a transformar a minha vida...
Fui a ate a cozinha chamei-a pelo nome e chamei minha esposa e meus enteados, fomos todos para a sala.
À sala disse:
Minha querida talvez tenha sentido ao longo do tempo, isso que eu venho agora lhe dizer, mas não caso tenha sabido ou sentido, quero que ouça-me sem interromper-me pois tudo que eu vou lhe dizer será extraído das profundezas do meu coração, e disse...
Ela olhava em meus olhos e os seus se nublavam em lagrimas, e os meus também, mais aquele calor era intenso que fazia meu corpo suar...
Eu arrematei dizendo:
Digo-lhe isso tudo para que eu possa sair de meu cárcere e ser livre.
Não tenho nada para oferecer-te, somente um coração, um ser, uma amizade sincera e pura.
Uma das coisas eu lhe peço do fundo do meu coração, é o primeiro de muitos abraços amistosos.
Nasceu tardiamente porque eu perdi muito tempo, uma amizade, que a distancia e tempo não furtou, e nem furtará.
E hoje posso lhe e dizer-me.
Saia do cárcere, de seu Eu inferior, e descubra a liberdade e a leveza do amor.
Um convite a amar...
A ser livre...
Liberte-se.
Tu não és ilha tu és ponte.
Tu não és sombra tu és luz.
Vós sois a luz do mundo disse Jesus..
Ame eis o divino legado.




Peço que se gostou ou não do que leu deixe-nos um comentário, ou mande-nos um email com suas duvidas e criticas, ou sobre o que gostaria de saber sobre a visão kardeciana que dará ferramentas para outro artigo.
Nosso email : ricardo.kardeciano@hotmail.com
Paz e Bem sempre.



10 comentários:

  1. Adorei! Todos que leram devem ter tido uma experiencia pelo ao menos semelhante, vivendo e aprendendo sempre!

    ResponderExcluir
  2. Amei!! É difícil mas não impossível!

    ResponderExcluir
  3. QUERO ENCONTRAR A PONTE; POIS AINDA SOU ILHA...

    ResponderExcluir
  4. Muito obrigada por compartilhar isso! Preciso muito aprender com esse seu exemplo e com os exemplos de Jesus!

    ResponderExcluir
  5. de fato, quanto mais tentamos nos afastar mais convivemos com a situação... já cheguei a fazer orações do tipo novenas pedindo a intercessão divina que tirasse uma pessoa da minha vida e que fosse sem dor, pedi que a tirasse do meu coração justamente por querê-la demais, mas o que aconteceu foi o contrário... a dor foi grande, achei que fosse sucumbir de tanta dor, mas não era dor física, essa tomamos remédio e passa era a dor... da perda...fiquei cheia de rancor, de tristeza, enfim as dores baixo astral, mas, apesar dela, tentei não lhes desejar mal, tentei não lhes rogar "pragas"... pedi muito ajuda a Deus, aos bons espíritos, à minha mãe (já falecida)... até que um dia recebi uma mensagem espírita no meu e-mail que dizia: "Ouça"... também recebi um SMS via internet sem remetente, mas sabia quem tinha enviado, ele havia me enviado "você deveria fazer as pazes com o mundo,seria bem mais proveitoso"... resolvi ligar e após a ligação tivemos um encontro... ele explicou o que tinha acontecido, pediu desculpas... em alguns momentos gritei para ele ir embora, mas não foi...pediu uma nova chance...algumas semanas depois recebi outra mensagem espírita que dizia algo mais ou menos assim:" no dia que deixar de gostar de você eu te direi"... eu o amo muito, ainda existem "coisas" que nos impedem de ficarmos juntos... tenho tentado encontrar respostas nas mensagens espíritas, mas confesso que muitas vezes fico confusa...e com medo... mas espero um dia cumprir a minha missão

    ResponderExcluir
  6. Eu adorei! Nos temos que aproveitar nossa passagem aqui na terra p evoluir espiritualmente e nos tornamos seres melhores.

    ResponderExcluir
  7. achei o texto muito grande , e com isso me perdi em meio a tantas frases, a materia e sim interessante porem cansativa, desculpe mas e pq acabei nao entendendo nada, seria possivel um texto,menor acatando todo o objetivo pela qual foi escrito... minha pergunta é: qdo temos essa reação por uma pessoa q acabamos de conhecer é pq nos vemos nela seria isso ou entendi errado? um forte abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Segundo o Espirito Joanna de Angelis através do médium Divaldo Franco desenvolvendo e analisando o conceito de sombra foco de estudo de Carl Gustave Jung, ela faz essa afirmativa mas para patentear isso é necessário se auto conhecer e se abrir para experiencia de transformação.
      É difícil?
      Muitíssimo.
      Mas nos impulsiona para evolução e pela grande experiencia chamada amor.
      Vou fazer uma matéria menor sobre o assunto.
      Paz e bem!

      Excluir
  8. então estava precisando desta palavras, esta acontecendo isto comigo.
    com a filha do meu marido não consigo olhar na cara dela por muitas defeitas no longo dos 12 anos que estamos juntos.
    Eu cansei de verdade não consigo mais nem ficar perto dela.
    Me perdoe sou imperfeita e demais.

    ResponderExcluir